Informação sobre catapora, causas, sintomas e tratamento da catapora, identificando formas de a diagnosticar e classificar, para definir os procedimentos necessários à sua cura. Detalhamos o modo de prevenir a ocorrência da catapora.


A vacina da catapora

A partir do momento em que a vacina contra a catapora foi introduzida, tem havido uma redução impressionante no número de infeções de catapora a cada ano. Considerando que, antes da vacina cerca de 4 milhões de pessoas foram diagnosticadas com catapora a cada ano, mais recentemente, o número caiu para dezenas de milhares de pessoas a cada ano. Infelizmente, isso ainda gera um grande numero de pessoas doentes, sendo que a doença está longe de ser controlada, por isso a vacinação é importante.

A vacina da catapora é feita com vírus varicela viva, enfraquecido. O vírus da vacina é enfraquecido, de modo que, quando a vacina é administrada, cresce de modo suficiente para provocar a imunidade, mas não o suficiente para causar doença.
A vacina da catapora é recomendada para todas as crianças entre 12 e 15 meses de idade e novamente entre 4 e 6 anos de idade. As crianças mais velhas e adultos que não tiveram a vacina ou a doença também devem receber duas doses.
As pessoas com as seguintes condições não devem tomar a vacina da catapora:
- cânceres;
- algumas deficiências imunológicas, incluindo o HIV; alergia a gelatina; pessoas em terapia imunossupressora de longo prazo ou aquelas que receberam esteróides em altas doses; ou pessoas que receberam recentemente hemoderivados ou imunoglobulinas;
- mulheres que estejam grávidas.

Índice dos artigos relativos a Catapora
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL